Marcas de Confiança 2020

Grupo Haier – A Haier continuará a renovação do seu estatuto mundial como marca número um

Tempo de leitura: 4 minutos

João Paulo Ferreira, Portugal Country Manager do Grupo Haier celebra mais uma vitória ao assistir ao triunfo da Hoover, ao ser reconhecida com “Marca de Confiança” na categoria de aspiradores, pelo quinto ano consecutivo. O grupo que tem tido a capacidade de crescer, de forma sustentada, ano após anos marca a sua presença no mercado com três marcas de renome internacional: Candy, Hoover e Haier. Em entrevista, João Paulo Ferreira, reage a esta distinção e aponta os objetivos do grupo “…a renovação do seu estatuto mundial como marca número um”.

É o quinto ano consecutivo que a Hoover, marca do Grupo Haier, é reconhecida pelos consumidores portugueses como marca de confiança, na categoria de aspiradores. Gostava de escutar a sua reação a este reconhecimento e que explanasse o que distanciou a Hoover das outras marcas.
A satisfação dos nossos clientes é sempre a nossa prioridade, ser distinguido cinco vezes consecutivas, ou seja, desde a primeira edição da categoria, é algo que nos deixa muito orgulhosos, mas que aumenta muito a nossa responsabilidade, porque queremos continuar a merecer esta distinção. Nos 112 anos da existência da marca, a contínua aposta na inovação e desenvolvimento, continuando a estar na vanguarda da tecnologia, será sempre um ponto a nosso favor. Produtos “user friendly” e que vão ao encontro das necessidades do consumidor, a inovação, o design e a qualidade são valores que compõem o DNA da companhia e foram, certamente, valorizados pelos consumidores.

O Grupo Haier é, pelo 11.º ano consecutivo, N.º1 mundial em eletrodomésticos. A aposta em I&D, em equipas altamente qualificadas e autónomas e na IoT foram fatores decisivos para esta distinção?
Tudo o que envolve a aposta em avanços tecnológicos, na tecnologia de ponta e agora mais recentemente, como referiu, em IoT é absolutamente essencial para o desenvolvimento de qualquer empresa. A Haier, pelo seu sucesso, é um exemplo disso mesmo. Penso que a nossa abordagem de “distância zero” também influenciou a que a Haier fosse capaz de continuar no topo mundial. Esta estratégia consiste em formar equipas empreendedoras e totalmente autónomas, usando estruturas planas, estimulando a criatividade para dar lugar ao surgimento e descoberta de novos talentos. O Grupo Haier abre a porta ao consumidor para melhor o compreender e às suas reais necessidades, adequando os seus produtos à versatilidade, qualidade e ergonomia que estes procuram.

Considera que o consumidor está cada vez mais exigente e informado, principalmente nos produtos da gama premium?
O nosso foco é manter a diferença porque estamos inseridos num mercado competitivo. Seguindo a visão dos consumidores, tentamos criar ferramentas que simplifiquem a vida de cada um, isto na área de home appliances, onde a oferta é muito similar. Para isso apostamos, por exemplo, em frigoríficos com excelente refrigeração que, por sua vez, aumenta a longevidade dos alimentos sem comprometer a qualidade destes. Os programas de vapor que higienizam a roupa, na categoria das máquinas de lavar roupa, assumiram um papel determinante na escolha dos consumidores. O setor Premium, ainda é confundido com produtos caros, mas internamente tentamos criar produtos a preços justos e que vão ao encontro das necessidades dos consumidores.

O cenário pandémico mundial, devido ao COVID-19, obrigou as empresas e funcionários a adaptarem-se a uma nova realidade e os clientes assumiram novos hábitos de consumo. Como reagiu e, dadas as circunstâncias, ainda se previne o Grupo Haier?
Realmente estes tempos de pandemia tornaram tudo muito diferente. Primeiro foi um teste à capacidade de adaptação de todos, que felizmente correu extremamente bem, porque a empresa estava já dotada, com meios para colocar todos os colaboradores a trabalhar remotamente. A empresa tomou todas as medidas aconselhadas pela DGS, e continua hoje ainda a praticar todas essas medidas. Distanciamento social, máscaras, viseiras, desinfetantes, entre outros, bem como equipas espelho a revezarem-se semanalmente. Todos os colaboradores sem carros da empresa, são incentivados a usar as viaturas próprias para se deslocarem para o local de trabalho, sendo a empresa a custear essas deslocações. Quanto ao consumo as transformações foram drásticas no início, passando muito pelo canal digital de vendas na internet.
Importa referir que o grupo já tinha uma panóplia de produtos que se adequaram, na perfeição, a este cenário pandémico, como os robots de esterilização, túneis de desinfestação, entre outros produtos que, nesta altura, têm uma procura acrescida. Apesar das dificuldades de transporte e de mobilidade que todos enfrentámos, conseguimos fazer chegar material de proteção a todos os países, mas em quantidades que suprissem a procura; desta forma também conseguimos doar algum material a instituições que dele necessitavam.

Aponte as bandeiras que guiarão o Grupo Haier para se manter no topo e continuar a criar eletrodomésticos eficientes e tecnológicos, surpreendendo os seus pares e os consumidores.
A maior bandeira será sempre fazer produtos de qualidade. Porém a aposta no IoT, o maior conhecimento das necessidades dos consumidores, permitindo criar produtos mais adequados e inovadores são áreas ou bandeiras, prioritárias. O que pretendemos é que os consumidores continuem a ter confiança nos produtos das marcas do grupo, porque estes são feitos a pensar nestes. Práticas conscientes e justas de produção, alavancadas pelo volume, tendo como base a abordagem “distância zero”. É mantendo estas diretrizes que, penso que, a Haier continuará a renovação do seu estatuto mundial como marca número um.