DestaqueTecnologia e Inovação

Konica Minolta – Escritórios inteligentes e conectados com a Konica Minolta

Tempo de leitura: 4 minutos

Os escritórios inteligentes e a sua virtualização são, cada vez mais, uma realidade e, atualmente, uma necessidade. Vasco Falcão, CEO da Konica Minolta Portugal e Espanha, realça a necessidade de adaptação das empresas e dos colaboradores a esta realidade, descreve como a Konica Minolta acompanhou estas mutações e as respostas que desenvolveu.

A Konica Minolta apresenta uma vasta gama de soluções e tecnologias direcionadas para os espaços de trabalho, smart offices e segurança das empresas e dos colaboradores, entre outras. Esta tem sido a estratégia da Konica Minolta face à conjuntura atual?
A Konica Minolta é uma multinacional japonesa fundada em 1873. Sendo uma empresa centenária estamos habituados a gerir na complexidade e ambiguidade. A nossa estratégia tem sido a de impulsionar a transformação dos atuais locais de trabalho em escritórios do futuro para serem mais conectados e inteligentes, através de soluções tecnológicas que possibilitam a realização das tarefas do dia-a-dia em diferentes contextos de colaboração, nomeadamente em regime remoto, ou seja, independentemente da localização das equipas.

Uma vez que a maioria das empresas já regressaram aos escritórios, de que forma os empresários devem restruturar os seus planos de continuidade de negócio para enfrentar este “novo normal” e um regresso ao trabalho seguro?
A expectativa, considerando as medidas que estão a ser aplicadas pelo Governo, é que haja um desconfinamento gradual e a retoma faseada das atividades económicas.
Esta transição pode ainda ser assimétrica e adaptada a cada região. Da nossa parte aconselhamos a voltar a este novo normal respeitando os princípios de coordenação, prevenção, prudência e proporcionalidade que usámos para confinar. Recomendamos que continuem a avançar na sua estratégia de transformação digital. O que estamos a fazer é aconselhar e desenhar estratégias digitais apresentando as melhores ferramentas e soluções tecnológicas.

A produtividade, armazenamento de informação e segurança são deveras importantes para as empresas. Que soluções apresentam para responder a estas exigências?
O nosso core business está focado na gestão dos documentos. Dispomos de equipamentos inovadores que permitem processos de impressão cada vez mais automatizados e a redução do contacto humano e, assim, evitar erros, aumentar a eficiência, diminuir o consumo de energia, ser mais ecológico e melhorar os índices financeiros das empresas. Neste contexto, também temos vindo a potenciar a implementação de soluções de realidade aumentada que dão vida ao papel, considerando a necessidade de combinar estas duas realidades.
Em paralelo, desenvolvemos uma área de negócio direcionada para o Escritório do Futuro, com soluções à medida das necessidades das organizações, mas que genericamente permitem extrair e gerir informação digitalizada com recurso a inteligência artificial, evitando o desperdício com documentos em papel; mas também potenciam a conectividade e colaboração entre as equipas; o acesso seguro à informação que é partilhada. Tudo de forma a potenciar a produtividade e a reduzir custos desnecessários. Nos serviços geridos de IT e Video Solutions temos a possibilidade de oferecer um ecossistema de soluções que nos permite apoiar os clientes a suportar com tecnologia e serviços toda a sua transformação digital. Esta oferta contém serviços de consultoria, cloud como a KM Sky, o Workplacehub que é um all-in-one de serviços de IT e todo o conjunto de Video Solutions.

O caminho para o futuro da Konica Minolta passa por continuar a investir em tecnologia, segurança e na virtualização dos espaços de trabalho? Explique alguns projetos a curto prazo.
Sem dúvida que o futuro vai nesse sentido. Em paralelo diria que o principal desafio é a comunicação e a explicação dos impactos da Covid-19 no futuro do trabalho. Fazer entender a clientes, parceiros e colaboradores que a transformação não é instantânea. Como sempre temos dito, o principal desafio do digital não é a tecnologia, é a adaptação dos colabores a este novo normal. A biologia demora milhões de anos a evoluir e muitas vezes queremos obrigar estes seres, que somos nós, a adotar rapidamente formas de fazer para as quais não fomos programados. Resumindo, o grande desafio será implementar os projetos de transformação digital das empresas sem esquecer as pessoas que vão continuar a coexistir com a tecnologia.

Quais são as premissas mais importantes no desenvolvimento do seu trabalho enquanto CEO da Konica Minolta Portugal e Espanha, perante a situação atual em que vivemos?
Do ponto de vista estratégico a Konica Minolta continuará a apostar em inovação. Foi assim que sobrevivemos a duas guerras mundiais e este elemento está no nosso ADN desde sempre. Ainda que inovar signifique deixar o seguro, o que já está provado, e trocá-lo pelo incerto. No meu trabalho aplicarei a mesma lógica. As estratégias só fazem sentido se vividas e concretizadas. Saber onde queremos chegar sem medo do curto prazo. Errar faz parte do processo e nunca desistir.

Que desafios e novidades podemos esperar da Konica Minolta em 2020?
O nosso ano fiscal de 2019 terminou em março de 2020. Apesar do impacto desta crise foi o 12.º ano consecutivo de crescimento da empresa em Portugal. Ultrapassámos os 30 Milhões de Euros de faturação, crescemos 5 por cento em relação a 2018 e voltámos a atingir todos os nossos objetivos de satisfação de clientes e de engagement de colaboradores. Estar no top 10 das melhores empresas para trabalhar em Portugal e no top das subsidiárias europeias da Konica Minolta é algo que nos orgulha muito e que não nos cansamos de ganhar. Para 2020, e apesar desta situação de grande incerteza, prevemos uma retoma gradual. A nossa oferta adequa-se de forma muito consistente àquilo que as empresas precisam de fazer para poder sobreviver, pelo que esperamos continuar a crescer em faturação, clientes e satisfação de colaboradores. Iremos continuar a trabalhar com confiança e energia naquilo que podemos influenciar diretamente.

www.konicaminolta.com